FC Gols

O clube dos gols
Sigam-nos

A temporada regular da NFL (maior competição de Futebol Americano do Mundo) já está para começar, e muitas pessoas não sabem as regras e nem como se pratica o Futebol Americano. Por isso, o FC Gols (já tínhamos postado no antigo) fez uma série de quatro posts explicando como se joga e as principais regras do esporte mais popular dos Estados Unidos. As formas de pontuações, as faltas (porque apesar de ser um jogo violento, ele tem faltas) e outras regras do Futebol Americano estarão presentes nesta minissérie. 

Básico:

Ao todo, são 22 jogadores (11 de cada lado). O principal objetivo do jogo e chegar a endzone adversária. O período de jogo é divido em dois tempos que são divididos em dois quartos cada, com duração de 15 minutos cada quarto. As equipes trocam de campo no fim do primeiro e do terceiro quarto. Caso o jogo termine empatado, é disputado uma prorrogação, na qual quem pontuar primeiro ganha. O campo de jogo tem ao todo 120 jardas (aproximadamente 109 metros).

O jogo é constituído por downs (decidas). Em cada decida, o time tem 4 chances para tentar avançar 10 jardas, mas se não conseguir esse avanço, a posse de bola será invertida. Quando a equipe chega na quarta decida sem conseguir avançar as 10 jardas, ela pode optar por chutar um Field Goal (aquele chute entre no "Y") ou fazer um Punt, que é um chutão para o campo adversário, quando a distância é muito grande para o Field Goal, a fim de que o time adversário comece a sua campanha de ataque mais longe da EnZone da equipe que fez o Punt.


Exitem duas formas de avanço: Através da jogada terrestre ou jogada aérea. Na jogada terrestre, o quarteback (o homem que fica lançando a bola) deixa a bola com Running Backs (aquele que sai correndo na bola no meio dos outros jogadores). O Quarteback, que é o "camisa 10" do time, também pode optar pelo lançamento, que é quando ele lança a bola para o Wide-Receiver. Se o último não receber e a bola cair no chão o time vai para a próxima decida de onde começou a anterior.

Pontuação:

Touchdown - 6 pontos: É o grande objetivo do jogo. Para conseguir esses 6 pontos, o time terá que chegar na EndZone (digamos na grande área) do adversário. Após a conversão de um touchdown, a equipe que marcou os pontos ainda terá a chance de obter um ponto, chutando um Field Goal, ou dois pontos, tentando fazer um outro touchdown, esse chamado de mini-touchdown.

Confira abaixo alguns touchdowns incríveis (não só da NFL, mas de outras competições também):

Field Goal - 3 pontos: É o famoso chute, que tem por objetivo acertar o meio do "Y". Se isso ocorrer, a equipe que converteu o chute ganha 3 pontos, mas se errar, a posse de bola será do adversário no lugar de onde o Field Goal foi convertido.

Confira abaixo um exemplo de Field Goal:

Safety - 2 pontos: No Futebol Americano a defesa também tem como pontuar, através do Safety. Isso ocorre quando o time defensivo derruba um jogador da equipe adversária dentro da EndZone adversária ou quando o jogador do time que está atacando sai com a bola para trás de sua EndZone. Além de conseguir os dois pontos, a equipe que fez o Safety ainda ganha a posse de bola.

Confira abaixo um exemplo de Safety:


Estamos a um ano da maior festa esportiva do planeta embarcar por aqui. Daqui a 1 ano no dia 5 de agosto de 2016 o Rio de Janeiro será sede da XXXI edição dos Jogos Olímpicos da Era Moderna e as obras seguem a todo vapor. Como na Copa do Mundo a maioria será entregue um pouco depois do prazo e na correria.


O Parque Olímpico da Barra da Tijuca instalado no antigo Autódromo de Jacarepaguá está com a maioria das obras avançadas, menos o velódromo. Na Baía de Guanabara preocupa o alto nível de agentes poluidores, ainda mais depois que uma reportagem da AP apontou existência de vírus e bactérias, o que preocupa as autoridades.


No âmbito esportivo o Brasil sonha em estar entre os 10 primeiros e a meta estabelecida pelo Comitê Olímpico Brasileiro é de 27 a 30 medalhas. Dentre nossas esperanças está o ginasta Arthur Zanetti, que só perdeu uma prova nesse ciclo olímpico e que vai em busca do bicampeonato nas argolas. Outra esperança é Isaquias Queiroz, grande revelação da canoagem de velocidade, ainda temos na natação César Cielo e Bruno Fratus na natação, Fabiana Murer no atletismo, Mayra Aguiar no judô e na vela feminina com Martine Grael e Kahena Kunze.


O futebol, mesmo em baixa vai em mais uma tentativa de ganhar o tão cobiçado ouro olímpico dentro de casa. O vôlei tanto no masculino como no feminino vai em busca do topo, em especial as mulheres que vão em busca do tricampeonato seguido. Serão ao todo 400 atletas, a maior delegação de toda a história olímpica do país.


E a cobertura dos Jogos Olímpicos será especial. Tanto aqui no FC Gols, Blog de knunes e no Blog Olímpico Rio 2016 a maior e mais completa cobertura do evento. Espero todos vocês aqui ano que vem.

Estamos aqui no segundo post dando uma resumida e uma breve analisada sobre a campanha do Time Brasil no Pan-Americano Toronto 2015. Para quem não viu o primeiro post, falando sobre os esporte individuais, basta clicar aqui para visitá-lo. Esse segundo e último texto falará sobre o esportes coletivos, alguns com surpresas, outros com decepções.


Futebol:

No esporte mais amado do país tivemos uma campanha superior ao do último Pan. O Futebol Feminino depois de ficar com a prata em Guadalajara (o Canadá levou foi campeão) conquistou a medalha de ouro após vencer a Colômbia (Marta não foi convocada). O masculino por sua vez ficou com o bronze, em uma campanha bem meia boca, passando dificuldade até para o Panamá. O Uruguai, que eliminou o Brasil nas semi-finais, foi o campeão após vencer o México na final.

Para 2016, o Futebol Feminino deverá passar dificuldades, lembrando na Copa do Mundo de Futebol Feminino nossa Seleção foi eliminada nas oitavas para a Austrália, e os EUA foram campeões. Já o Futebol Masculino, que nas Olimpíadas é Sub-23, gera uma dúvida após essa campanha ruim, mesmo com a medalha e com o vice na Copa do Mundo Masculina Sub-20, perdendo para a Sérvia na final.


Vôlei:

Outra modalidade que decepcionou foi o vôlei, tanto nas quadras como nas areias. O Brasil, tido como o país do esportes, não ganhou nenhum ouro. Foram três pratas, no masculino e feminino de quadra e com Álvaro e Felipe nas areias e mais um bronze com Liliane e Caroline também no vôlei de praia. Apesar da campanha ruim (afinal, em Londres 2012 foram um ouro, duas pratas e um bronze) não devemos nos desesperar pois não estávamos os principais jogadores.

Boa parte do time feminino das quadras estava disputando o Grand-Prix o time principal masculino estava jogando a Liga Mundial e as melhores duplas brasileiras, Larissa e Talita e Emanuel e Ricardo, estão disputando o Circuito Mundial. Por isso, esperamos que o Brasil esteja com força máxima em 2016, afinal, o Vôlei é o principal esporte coletivo onde o Brasil pode ganhar medalhas.


Basquete:

Mais uma competição onde o Brasil foi melhor do que em 2011. No masculino, conquistamos ouro, já no feminino, bronze em Guadalajara, ficou sem medalha. Todos nós sabemos que os Estados Unidos possuem um time 95% imbatível e que deverá ficar com o ouro, tanto no feminino quanto no masculino.

O time feminino do Brasil é bem fraco em relação a outros países, como Canadá, Austrália, e deverá ser difícil pegar uma medalha. Já o Masculino (que disputou o Pan sem os jogadores da NBA) tem boas chances de ser medalhista, e quem sabe até uma prata, mas terá possíveis jogos complicados contra Espanha, Rússia e a Argentina (para quem fomos eliminados em 2012).


Handebol:

No Handebol o Brasil foi 100%, ouro no feminino e no masculino. Os meninos do Time Brasil venceram a Argentina na final, na revanche de Guadalajara, que na ocasião foi vencida pelos Hermanos. Já  nossas femininas deram show e conquistaram  o pentacampeonato vencendo também na final a Argentina. O time feminino brasileiro é o atual campeão mundial (vencendo na final a dona da casa da edição, a Sérvia), e colocará o título em jogo no Mundial em 2015, em Dezembro, na Dinamarca. Sendo que nossas meninas possuem grandes chances de medalha, e até possibilidade de conquistar o ouro. Já o Masculino tem menos de chances de subir ao pódio frente as potências europeias como Rússia, Sérvia entre outros.

Pólo Aquático:

O Brasil fez boa campanha no Pólo Aquático. O time feminino conseguiu o bronze contra Cuba, o quarto de sua história. Nosso meninos, que conquistaram bronze inédito no Mundial, ficaram com a prata perdendo para os Estados Unidos (também ouro no feminino) na final. O Canadá levou o prata feminino e o bronze masculino. Nas Olimpíadas, a principal esperança de medalha é com o time masculino, graças à boa campanha na última Liga Mundial, já o feminino não tem tanta força assim, mas torcemos para ter surpresa.


Tênis de Mesa:

No Tênis de Mesa, o Brasil fez uma campanha espetacular. Foram dois ouros (todos do masculino), três pratas (todas do feminino e uma no masculino) e 2 bronzes, ficando em primeiro na modalidade. Os demais ouros ficaram com os EUA, mas os estadunidenses conseguiram nenhuma prata. Nas Olimpíadas será bem complicado conquistar ao menos um bronze. Já a China chega como a favorita, lembrando que os orientais levaram todos os ouros de Londres na modalidade, sendo que apenas Coreia do Sul (3) e Suécia (1) ganharam ouro no tênis de mesa em Olimpíadas. A China possui 24 medalhas douradas ao todo nos Jogos Olímpicos.

Hóquei de grama:


Em um esporte pouco popular no Brasil, o Hóquei de Grama não conseguiu medalha em Toronto, lembrando que tivemos participação apenas do time masculino, mas nossos meninos conseguiram a vaga para as Olimpíadas após vencer os EUA nas quartas-de-final nos pênaltis. Na semi-final, o Brasil perdeu para o Canadá também nos pênaltis. Essa é a primeira vez que o Brasil consegue a classificação olímpica no Hóquei de Grama.

No Rugby Sevens, conseguimos um bronze no feminino. Entretanto, será difícil conseguir o pódio nas Olimpíadas (estreia da modalidade) enfrentando potências como Reino Unido, Nova Zelândia, África do Sul e Austrália. Já pelo Nado Sicronizado, o Brasil não conquistou medalhas. Nas duas categorias (dueto e equipes), o Canadá levou os ouros, o México as pratas e os Estados Unidos os bronzes.

Terminamos aqui os nossos posts falando sobre os Jogos Pan-Americanos de 2015, dando uma resumida e uma breve análise sobre o desempenho do Time Brasil. Gostaria de agradecer a Kléber Nunes (http://knfranca.blogspot.com/) que postou os dia-a-dia dos Pan de Toronto! E claro, até às Olimpíadas Rio 2016, se Deus quiser!

Em uma partida cheia de rivalidade, Oxlade-Chamberlain marcou aos 24 minutos do primeiro tempo e garante a vitória do Arsenal contra o Chelsea por 2x1 e o título da FA Community Shield. Esta é a 14ª conquista dos Gunners, o maior vencedor é o Manchester United, com 20, seguido pelo Liverpool com 15. O Chelsea possui apenas 4 títulos. Wenger, treinador do Arsenal, conquistou sua primeira vitória contra José Mourinho, técnico dos Blues.

Para a temporada, o Arsenal teve como principal contratação o goleiro Cech (que fez boa defesa no chute de Oscar, evitando o empate). O elenco dos Gunners tem bons jogadores, e deve brigar por algum título na Inglaterra (são atuais bi-campeões da FA Cup) sendo que na Liga dos Campeões será mais difícil que isso aconteça, lembrando que o Arsenal foi eliminado nas três últimas edições da Liga nas Oitavas de finais.


O Chelsea, atual campeão da Barclays Premier League, tem uma equipe forte, cheia de bons jogadores, e é um dos candidatos ao título da Liga dos Campeões, e aos campeonatos nacionais. Porém deverá ter mais dificuldade no Inglês essa temporada, principalmente contra o Arsenal e Manchester City.

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email

Translate

Sponser