Olá galera, o Bola Furada d'Or finalmente chegou! O quadro do FC Gols inspirado no FIFA Ballon d'Or dessa vez veio com atraso, mas por um bom motivo. Reformulamos tudo, deixando tudo mais "próximo" da festa de gala da FIFA. Este ano teremos cinco categorias, e nesse post vemos a primeira deles, a escolha do Pior Dirigente (desde técnico até presidente) do ano de 2015. Primeiro vamos ver o vídeo de abertura desta edição.


A seguir você confere os vídeos dos concorrentes e a enquete para deixar seu voto.




Vote no seu candidato:

Agora falta mais quatro categorias, fiquem ligados em nosso blog, inscreva-se em nosso canal no YouTube e continuem votando. Até mais!
Leia mais

Muitos esperavam um jogo equilibrado, mas não foi isso que aconteceu no City of Manchester na manhã deste Sábado. Mesmo jogando fora de casa, o Leicester se agigantou para cima do Manchester City e abriu 3x0 contra os donos da casa. O City chegou a descontar no final do duelo, mas não foi o suficiente para ofuscar a brilhante vitória do Leicester que se mantém firme e forte na liderança da Premier League graças ao seu jogo coletivo e ao papel brilhante exercito por Claudio Ranieri, treinador do time. A equipe só perdeu duas partidas até agora, a primeira para o  para o Arsenal por 5x2 e a segunda Liverpool por 1x0.

Logo no início do jogo, os visitantes, que vinham de uma vitória por 2x0 contra o Liverpool, fizeram jogada ensaiada em falta e o zagueiro Huth abriu o marcador para as raposas. A partir daí o City começou a pressionar, conseguiu criar algumas jogadas com certas dificuldade, mas não conseguiu balançar as redes. E se estava ruim para o Manchester, a situação ficou pior logo no início do segundo tempo. Em jogada de contra-ataque, Mahrez ampliou a vantagem após driblar Demichelis e chutar no contrapé de Hart.



Os citzens não tinham outra saída a não ser atacar, o Leicester por sua vez ficou atrás permitindo que o City ficasse com a bola, mas não criasse jogadas, marcando por zona, sem dar espaço. Os mandantes buscavam jogar nas pontas, porém quase não conseguiam cruzar por falta de espaço, e quando conseguiam ou o cruzamento saía ruim ou a jogada parava no goleiro Schmeichel que fez grande partida. E para confirmar a vitória, novamente em bola parada, dessa vez de escanteio, Hurt subiu mais alto que Demichelis (que fez péssimo jogo) e marcou seu segundo gol no jogo e o terceiro do Leicester. Vardy, o artilheiro da competição com 18 gols, não deixou sua marca na partida.

Mesmo com a vitória praticamente definida, o líder do campeonato manteve seu jogo consistente, marcando firme e trabalhando bem a bola. O City continuou atacando, tentando ao menos impedir a goleada. No final do confronto, Agüero de cabeça (14º gol na competição), após cobrança de escanteio, descontou para os donos da casa fazendo 3x1. O Manchester ainda criou algumas boas oportunidades nos acréscimos mas não conseguiu a aproveitá-las. Final: 3x1 para o Leicester, que poderá conquistar sua primeira Premier League, jogando um futebol bonito e de igual para igual contra os gigantes da Inglaterra.

Na próximo rodada teremos os confrontos entre os quatro líderes do Campeonato (até essa rodada). O Leicester vai ao Emirates Stadium enfrentar o Arsenal e o Manchester City jogará contra o terceiro colocado, o Tottenham Hotspurs, novamente no City of Manchester. O Leicester possui 53 pontos, 6 a mais que o Manchester City, segundo colocado, mas que pode cair algumas posições dependendo dos jogos de Arsenal, Tottenham e Manchester United.
Leia mais

Fala galera! Depois de muito tempo o BF News está de volta. Peço desculpas pelo atraso, mas "em compensação" em breve teremos mais uma edição, não seguindo a regra de dois em dois meses. A seguir as notícias da quinta edição do Bola Furada News!

Leia mais

E no grande clássico da semana, um resultado digamos que inesperado, aguardado somente pelos torcedores rossoneros mais otimistas: goleada do Milan por 3x0 contra a Internazionale. Os autores dos gols da partida foram o brasileiro Alex, Bacca e Niang. A última vez que o Milan conquistou uma vitória tão expressiva contra a Inter foi em Abril de 2011, um 3x0 com dois gols de Alexandre Pato.

A partida começou equilibrada, a Inter tinha mais posse de bola no início da partida, contudo foi o Milan que abriu o marcador ainda no primeiro tempo. A partir daí os nerazzurris passaram a pressionar mais, sendo que no início da segunda etapa tivemos um lance polêmica, onde Donnarumma se chocou com o ataque da Inter, mas o juiz marcou apenas tiro de meta e após a confusão o técnico Roberto Mancini acabou sendo expulso. Depois do ocorrido, a Inter de Milão continuou melhor, e após belo passe, Icardi saiu cara a cara com o goleiro e acabou perdendo o gol após um milagre do arqueiro, no rebote Alex comete pênalti no próprio jogador da Inter. Na cobrança, o mesmo Icardi mandou a bola na trave.


E como diz a máxima do futebol "quem não faz, leva" a Inter recebeu o castigo. Bacca poucos minutos depois ampliou a vantagem após cruzamento de Niang. E foi Niang que marcou o terceiro gol com assistência de Santon. Com a goleada estabilizada, a Inter viu o rival trocar passes ao som de olé. O grande fator que favoreceu ao massacre foram os erros da Inter de Milão, bem aproveitados pelo Milan. E num clássico equilibrado como este, se um erro faz diferença, várias falhas provocam essa goleada. No primeiro tempo, se os inteiristas conseguissem trabalhar mais a bola, tinham boas chances vitórias, contudo após a penalidade máxima desperdiçada, os rubro-negros se agigantaram e promoveram a goleada.

Melhores momentos e os gol da vitória do Milan:

A vitória foi providencial para os mandantes do jogo, que se mantem próximo da zona de classificação para as Liga Europeias, chegando aos 36 pontos, dois atrás da Roma (Liga Europa) e seis pontos atrás da Fiorentina (Liga dos Campeões). A Inter estaciona nos 41 pontos, em quarto lugar. O próximo desafio dos rossoneros será contra o Palermo fora de casa nesta quarta-feira às 17h45, a Inter recebe o Chievo Verona no Giuseppe Meazza (San Siro) no mesmo dia e na mesma hora.
Leia mais

Como de costume (não muito agradável aos estadunidenses) tivemos o Pro Bowl, jogo das estrelas da NFL, na semana que antecede o Super Bowl. Na partida, o time comandado por Michal Irvin, ex-Dallas Cowboys venceu a equipe preparada pelo ex-49ers Jerry Rice por 49x27 conquistando o Pro Bowl desta temporada. O MVP do duelo foi o quarteback do Seattle Seahawks Russel Wilson.

Se por um lado o destaque do Time Irvin foi Wilson, o melhor jogador do Team Rice foi o tight end do Kansas City Chiefs, Travis Kelce. No último Pro Bowl também tivemos o duelo entre Irvin e Rice, naquela ocasião a vitória também foi para o ex-Cowboys, 32x28. Tal formato começou em 2014 (Rice x Sanders), sendo que nas temporadas anteriores tínhamos o confronto entre os melhores jogadores da NFC e da AFC, as Conferências da NFL.


Na partida disputada no Aloha Stadium em Honolulu, Havaí, não tivemos jogadores do Broncos e Panthers (apenas em 2011 ocorreu a participação de jogadores que disputariam o Super Bowl da mesma temporada), uma vez que ambas equipes jogarão o Super Bowl 50 no próximo Domingo, dia 7 de Fevereiro às 21h30 horário de Brasília. A grande decisão será no Levi's Stadium, casa do San Franscisco 49ers, em Santa Clara, Califórnia.
Leia mais

Domingo, às 17h45, teremos um grande clássico pelo Campeonato Italiano, Inter de Milão x Milan, e esse será o Jogo da Semana. Antes de começarmos o post, vamos explicar o que é esse Jogo da Semana. Tal novidade começou na semana passada, falando sobre a partida entre Arsenal x Chelsea. Nesse quadro, falamos um pouco acerca de um jogo que acontecerá na semana, sobretudo grandes clássico, fazendo uma breve análise sobre o confronto e também das campanhas de ambas equipes. Após o jogo trazemos aqui como foi a partida. Espero postar pelo menos uma vez ao mês.

Voltando ao que interessa, Milan e Inter de Milão são clubes bem conhecido dos brasileiros, afinal grandes estrelas brasileiras atuaram por lá. Contudo, diferente do que foi na década passada, as duas equipes não vivem seus melhores momentos. A Internazionale conquistou um pentacampeonato da Séria A (2006-2010) além de levar a tríplice coroa em 2010 mais o Mundial de Clubes. O Milan por sua vez chegou a conquistar a Liga dos Campeões em 2006 e o Campeonato Italiano em 2011. Entretanto ambas equipes estão em baixa, o Milan tem conseguido classificar para a Champions League, mas não consegue faturar nenhum título; a Inter é pior ainda, sendo que a sua última participação em competições europeias foi em 2012 pela Liga Europa.


Na partida do primeiro turno, vitória dos nerazzurri por 1x0 com gol de Guarín. A partida ainda contou com a estreia dos brasileiros Felipe Melo e Alex Telles pela Inter e do atacante Balotelli pelo Milan. Na ocasião os rossoneros começaram melhores, porém a Internazionale cresceu na partida até Guarín marcar o gol. Balotelli entrou, e a situação se inverteu, porém os rossoneros não conseguiram marcar. Na época a Inter era a líder 100%, contudo hoje a equipe ocupa apenas a quarta colocação (Liga Europa) com 41 pontos, 6 atrás do líder Napoli. O Milan está em uma situação pior, na sexta colocação com 33 pontos, 5 pontos depois da Roma, última colocada da zona de classificação para as competições europeias.

Melhores momentos da partida do dia 13/05/2015:

O retrospecto recente de ambas equipes é ruim, a Inter 5 pontos de 15 e o Milan 8. Com essa oscilações é difícil que qualquer dessas equipes conquiste o título (o Napoli e a Juventus, líder e vice-líder respectivamente, vêm de cinco vitórias seguidas). Para a Inter de Milão, a vaga na Liga dos Campeões é bem possível, já que a Fiorentina, terceira colocada também tem 41 pontos. Para o Milan, uma vaga mesmo que seja na Liga Europa é complicada, mas também real. Resumindo isso, acho que a Inter que está em um melhor momento relativamente, leve a melhor, mesmo estando jogando como visitante. O empate também não seria surpresa nesse duelo com duas camisas pesadíssimas.
Leia mais

Na manhã desta segunda-feira tivemos a final da Copa São Paulo de Futebol Júnior, a Copinha, e frente a frente as duas maiores torcidas do Brasil: Flamengo x Corinthians. O Timão, apoiado pela torcida no Pacaembu abriu 2x0 de vantagem no primeiro tempo, mas numa reação brilhante, o Flamengo empatou logo no início da segunda etapa. Com o placar igual, a disputa foi para os pênaltis e melhor para os rubro-negros que venceram por 4x3 conquistando o Tricampeonato do Torneio.

O começo da partida foi morno, porém com o passar do tempo o Corinthians começou a propor o jogo, e o resultado desse domínio foi a vantagem de 2x0 adquirida ao longo do primeiro tempo, gols marcados por Matheus Pereira e Gabriel Vasconcelos. Contudo, o início do segundo tempo foi o oposto, o Flamengo começou atacando como rolo compressor e marcou três gols logo nos primeiros sete minutos da metade final da partida, sendo que um deles, marcado por Lucas Paquetá, foi anulado por impedimento assinalado de forma errada. Os gols válidos foram de Trindade e Matheus.


Depois da súbita reação o jogo ficou mais parelho, entretanto na metade final do segundo tempo o Corinthians voltou a ser mais agressivo, tendo maior posse de bola. O Flamengo tentava um contra-ataque, porém na maioria das vezes onde conseguia uma bola enfiada ou uma boa jogada o lance era parado por impedimento. Como nenhuma das duas equipes conseguiu marcar, a decisão foi para os pênaltis.

Chegou o melhor momento para os goleiros, posição mais difícil de atuar no futebol, onde se sofrer o gol é normal e caso defenda e ganhe é tido como herói. As primeiras duas cobranças de cada time foram convertidas em gol. Dawhan do Corinthians marcou o terceiro, porém Kléber, do Flamengo, chutou para defesa de Felipe errou. Porém nas cobranças seguinte, Matheus tentou cavadinha e mandou por cima e Lucas Paquetá marcou, deixando tudo igual.

Melhores momentos da partida e a disputa de pênaltis:

A partir daí, Thiago defendeu o chute de Gabriel Vasconcelos, e foi o próximo cobrador do Flamengo, e se marcasse o time Carioca seria o campeão, contudo o arqueiro rubro-negro parou no goleiro corintiano, que alfinetou o adversário dizendo que goleiro não bate pênalti. Na cobrança seguinte, Thiago defendeu outro pênalti, este de Claudinho, retribuindo a provocação dizendo que se Felipe não pegasse, o Fla seria campeão (os dois goleiros receberam amarelo cada um após sua provocação). Dito e feito, Patrick (nome importante rs) marcou dando a vitória para o Flamengo.

O Corinthians mesmo com o vice ainda é o maior campeão, com nove título ao todo. Pelo lado rubro-negro, a conquista do torneio deste ano foi a terceira do clube carioca, que também levou o troféu em 1990 e 2011. Além disso, o Fla ainda quebrou a sequência de 5 títulos seguidos de clubes paulistas na Copinha.
Leia mais

Depois da vitória de Denver Broncos sobre o New England Patriots, foi a vez de Carolina Panthers e Arizona Cardinals entrarem em campo na busca da segunda vaga para o Super Bowl. Alguns acreditavam no Arizona, mas tal confiança foi embora logo no início de jogo, com um começo de partida avassalador do Carolina, a vaga foi garantida logo no primeiro tempo, e ao final do duelo uma goleada, 49x15, com grande partida de Cam Newton e o maior número de turnovers em playoffs desde 2002, ao todo sete.

Em partida grandiosa, Denver Broncos vence New England Patriots e carimba o passaporte para o Super Bowl 50

Além do ataque beirando a perfeição, os Panthers contaram com uma defesa sólida e aniquilando quase 100% o ataque dos Cardinals, foram quatro interceptações e dois fumbles forçados do time defensivo de Carolina. Detalhe que tivemos três turnovers em sequência: Na primeira jogada, o time do Arizona sofre um fumble recuperado por Carolina, no lance seguinte Newton lança uma interceptação para Peterson que correu 73 jardas deixando seu time na redzone, e encerrando a "trilogia", Palmer, quarteback dos Cardinals, lança mais um interceptação. O primeiro tempo terminou 24x7 para os donos da casa.


No segundo tempo, o massacre continuou, ataque fulminante aliado a uma defesa sensacional. O Arizona ficou perdido na partida e via turnovers e pontos seguidos do Carolina, resumo da ópera: 49x15, com um show de Newton e seus companheiros (teve até dança). Com o título da NFC, o Carolina enfrenta o Denver Broncos no Super Bowl 50, dia 07 de Fevereiro às 21h30 horário de Brasília no Levy's Stadium, em Santa Clara (Estados Unidos).
Leia mais

Partida disputada, dois dos maiores quartebacks da história, as melhores equipes da AFC e defesas fazendo um grande jogo. No meio de tantas características gigantes, um extra-point, pontuação mínima do Futebol Americano, fez a diferença. No placar final, melhor para Peyton Manning e seus companheiros, que venceram a partida por 20x18, garantindo vaga para o SuperBowl 50 que será em San Franscisco, no dia 7 de Fevereiro.


O duelo mais esperado, entre Tom e Peyton, foi de certa maneira ofuscado pelas defesas adversárias. Com alguns sacks e interceptações, Denver abriu o marcador com um Touchdown e assinalou o extra-point, contudo o New England também conferiu um TD, todavia Gostkowski (que já acertou Field Goal de 52 jardas na temporada) errou a conversão do extra-point, ficando no 7x6 (pontinho que fez falta no final do jogo).


As defesas continuarão fortes, deixando os ataques marcarem poucos pontos. No final da partida, 20x12 para Broncos, os Patriots precisavam marcar um Touchdown mais um mini-Touchdown (vale 2 pontos) para empatar a partida. Foi aí que Brady se transformou, após uma campanha frustrante, os Patriotas receberam a bola após um punt faltando pouco mais de um minuto para terminar a partida. E numa campanha que chegou a uma quarta para dez jardas (passe completo), o New England conseguiu o Touchdown e arriscaram o mini-TD. Porém a defesa dos Broncos apareceram novamente e Tom Brady foi interceptado. O time de New England até tentou um Offside Kick, mas sem sucesso, dando adeus ao SuperBowl 50.


Este é o oitavo título de Conferência dos Broncos (1976, 1986, 1987, 1989, 1997, 1998, 2013 e 2016). Da última vez que Denver foi para o SuperBowl, a equipe de Manning perdeu de lavada para Seattle Seahawks por 43x8. Peyton (em sua pior temporada - 9 touchdowns e 17 interceptações) quebrou um jejum de 77 dias sem conseguir um passe completo. O quarteback chega para seu quarto SuperBowl, tendo conquistado apenas um, em 2007, com o Indianapolis Colts. Essa poderá ser a última temporada de Manning, consagrando -se ainda mais como um dos maiores quartebacks da história, podendo ter sua carreira coroada com o SuperBowl.
Leia mais

Um jogo disputado com emoção até ao último minuto. Logo no início, Per Mertesacker fez falta por trás em Diego Costa e foi expulso. Poucos minutos depois, o espanhol abriu o placar fazendo o único gol da partida. A partir daí, a proposta de ambas equipes mudaram completamente, mesmo assim tivemos emoção até o último instante. O duelo entre Diego e Gabriel aconteceu pouco, completamente o oposto às vaias da torcida a Fabregas.


O início do jogo foi parelho até aos 15 minutos onde o Chelsea começou a ser mais envolvente. Aos 17 minutos, aconteceu o lance que iria mudar a história do jogo, Willian faz um belo passe para Diego Costa, Mertesacker dá um carrinho por trás, mas chega atrasado na bola provocando a queda do atacante. Resultado: Cartão vermelho para Per. Com isso, Wenger trocou Giroud, centro-avante dos Gunners, colocando Gabriel Paulista em seu lugar. A estratégia era jogar pelo contra-ataque, usando a velocidade de Walcott e Campbell pelas pontas sem um camisa 9. Porém, novamente o plano tático do Arsenal foi por água a baixo após Diego abrir o marcador aos 23 minutos.


Um dilema surgiu: Atacar de maneira desesperada e tentar empatar, ou segurar mais um pouco o jogo e impedir um goleada, num campeonato onde o saldo vem fazendo a diferença. O Chelsea continuou pressionando, com menos intensidade, até ver o Arsenal crescer no jogo, criando boas chances, mas sem ninguém para concluir, mostrando a falta que Giroud fez e ainda faria na partida.

No segundo tempo, o Arsenal atacou mais, ficando a mercê dos contra-ataques dos Blues. Se por um lado Willian era o motorzinho do Chelsea, Fabregas também fez boa partida; o grande criador de jogadas dos Gunners, Özil, foi praticamente anulado pelo time adversário. O técnico do time da casa ainda colocou Oxlade-Chamberlain e Aléxis Sanchez, para tentar ganhar da defesa adversária na velocidade. O chileno fez boas jogadas individuais, mas nada adiantou, as jogadas continuaram sendo criadas, todavia não aproveitadas. A torcida até apoiou, porém também não foi suficiente.

Melhores momentos da partida Arsenal 0x1 Chelsea:


O duelo entre Diego Costa e Gabriel Paulista aconteceu pouco, salvo uma falta do zagueiro. O espanhol fez seu jogo, algumas provocações e bastante reclamação com o juíz; saiu no segundo tempo após sentir a perna (o lance do vermelho ele deu uma valorizada e não recebeu o amarelo numa falta dura ao longo do jogo). O brasileiro entrou no lugar de Giroud para preencher o buraco após a expulsão de Mertesacker, mas não conseguiu impedir o primeiro gol do Chelsea.

Com a derrota, o Arsenal fica com 44 pontos perdendo a liderança para o Leicester (47) e ainda caindo para terceiro, com o empate do Manchester City (44) com o West Ham em 2x2; os citzens ganham no saldo (22x15). O Chelsea por sua vez subiu para 14º com 28 pontos, tentando de alguma forma se reaproximar da classificação para as liga europeias. Próximo confronto dos Blues será contra  Watford, novamente fora de casa. No próprio Emirates, o Arsenal recebe o Southampton, que venceu o Manchester United na última rodada por 1x0 fora em Old Trafford.
Leia mais